UPA Ressaca moderniza raio X e agiliza diagnóstico durante atendimento

Agora, o diagnóstico de imagem realizado no unidade é disponibilizado na hora. Em instantes, o médico tem acesso ao exame, que é enviado para a tela do computador no consultório durante o atendimento.

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Ressaca modernizou, na quarta-feira (27/4), o diagnóstico de imagem realizado no local. Agora, todo o raio X feito na unidade é disponibilizado na rede local, praticamente no mesmo instante, para acesso do médico na tela do computador no consultório durante o atendimento ao paciente.

“Estamos modernizando uma parte importante da assistência à saúde que é o apoio ao diagnóstico do médico por meio do exame de imagem, o que é bom para o paciente e o profissional,” ressaltou a gerente da UPA Ressaca, Kelly Barros Fortini.

A unidade realiza em média 200 exames de raio X por mês. Além de atender aos pedidos internos advindos das urgências, a UPA dá suporte aos exames eletivos solicitados na região pelas unidades básicas de saúde. “Além da celeridade na assistência e facilidade no acesso ao exame, há melhorias que impactam no bem-estar do técnico de radiologia e na sustentabilidade do meio ambiente” pontuou Kelly Barros Fortini.

O técnico de radiologia, Cleber Silva de Almeida, explica que antes este procedimento era finalizado com o uso de químicos fortes para revelação e fixação da imagem, o que acabava expondo o profissional ao cheiro desagradável e, além disso, demandava alguns minutos para ser finalizado. Com a imagem digital, a unidade ganha tempo nesta parte do acolhimento ao paciente e o técnico deixa de ter contato com os odores dos químicos utilizados.

“Nosso trabalho continua o mesmo, porém, ficou mais agradável. Além disso, há menos necessidade de repetir os exames com o uso da imagem digital, uma vez que podemos acessar a imagem rapidamente e verificar se o paciente não saiu da posição” completou Cleber Silva.

Outro ponto positivo do exame virtual é a diminuição do consumo dos insumos para a impressão do raio X e a consequente redução da produção de resíduos, o que gera economia e sustentabilidade.

 

Repórter: Bruna Alves

Foto: Divulgação

Data: 04/05/2020